Museu de Arte Sacra da Boa Morte

O episódio do Conhecendo Museus apresenta o Museu de Arte Sacra da Boa Morte, que fica no prédio da antiga igreja da Boa Morte na Cidade de Goiás, região Centro-Oeste do Brasil.

Uma construção em pau a pique e pedra de formato octogonal. Sua torre sineira externa possui um sino de som grave fundido em Goiás em 1785. Em 1921, um incêndio destruiu o altar, a sacristia e várias imagens de madeira do escultor Veiga Valle, considerado o “Aleijadinho goiano”.

No ano de 1957 apareceu na cidade um antiquário com interesse em imagens, hospedando-se no Hotel Municipal. A esposa do proprietário do hotel teve o conhecimento que o homem havia comprado, das famílias locais, dois sacos de imagens de madeira e levou o assunto ao bispo de Goiás, D. Cândido Bento Maria Penso. O bispo foi ao hotel e comprou as peças do antiquário, impedindo que elas saíssem de Goiás. Foi assim que surgiu a ideia de fazer uma sala museu, na Cúria Diocesana, que funcionou na parte superior da Catedral. Ali, o acervo foi aumentando aos poucos, sob a orientação de D. Cândido, que começou a recolher as peças das igrejas do interior da Diocese. Em 04 de outubro de 1969, por ordem dele, foi inaugurado o Museu de Arte Sacra da Boa Morte.

Hoje, com aproximadamente mil peças, o acervo é composto de imaginária, prataria, mobiliário, porcelana, retábulos, indumentárias, gravuras e pinturas. Coroas, cálices, castiçais, tocheiros e lampadários dos séculos 18 e 19, peças de origem portuguesa e telas com temas religiosos completam o acervo. São obras sacras de vários autores, com destaque para o artista Veiga Valle.

E esse é o diferencial do Museu de Arte Sacra da Boa Morte, reunir uma das maiores coleções de obra sacra de um único artista. Veiga Valle era escultor e era o santeiro mais requisitado da região. Ele esculpiu uma variedade imensa de santos barrocos. Imagens delicadas, de proporções reais e que davam impressão de movimento.

Um olhar especial para essas obras prende nossa atenção durante a visita além de nos aprofundarmos na história desse pedaço do Centro-Oeste que foi reconhecido pela Unesco como patrimônio histórico e cultural mundial pela arquitetura barroca, tradições culturais e pela natureza. Confira no programa Conhecendo Museus.

NA TV BRASIL: 19 de junho de 2012 (terça-feira) às 17h30
Reexibição: 23 de junho de 2012 (sábado) às 15h30

ESTREIA NA TV ESCOLA: segundo semestre de 2012