O Museu Imperial recebeu de presente uma pintura rara, que irá compor o seu rico acervo histórico e artístico. É o guache sobre cartão que documenta a Batalha de São João de Ulhoa, capítulo do conflito armado mais conhecido como “A Guerra dos Pastéis”, que opôs França e México, em 1838. A doação foi realizada pela Sociedade de Amigos do Museu Imperial, que comemora os seus 25 anos.

Na batalha, datada de 27 de novembro de 1838, o autor da pintura, François d´Orléans, príncipe de Joinville e cunhado do imperador d. Pedro II, teve seu “batismo de fogo” como oficial da marinha francesa. O príncipe produziu a pintura em 1839 e a deu de presente a sua mãe, a rainha d. Maria Amélia, como comprova o timbre da coleção real e que identifica a peça como a de número 245 da coleção da rainha.

Posteriormente, a pintura foi repassada à filha mais velha do príncipe, d. Francisca Maria Amélia d´Orléans, duquesa de Chartres. Já no Brasil, a obra fez parte da coleção Newton Carneiro.

No circuito de exposição permanente, o visitante pode conferir uma outra cena do mesmo conflito pintada em uma das faces do cofre de porcelana de Sévres que pertenceu ao casal François d´ Orleans e Francisca de Bragança, os príncipes de Joinville, presente de casamento da rainha Maria Amélia aos noivos.

Fonte: museus.ogv.br

Close