Quem visitar o Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro/RJ, vai poder conferir obras do pintor Candido Portinari produzidas na década de 40, que fazem parte da série abstrata de grandes dimensões “Os quatro elementos”.

As obras ilustram o interior de alguns dos gabinetes do edifício Gustavo Capanema – marco da arquitetura modernista brasileira —e ficarão expostas durante os próximos três anos no MHN.

Neste primeiro momento, serão exibidas duas das quatro telas: “Água” e “Fogo”. As telas “Ar” e “Terra” passarão por um processo de restauro antes de se juntarem às demais, o que deve acontecer no mês de setembro. Será a primeira vez que a série completa será exibida fora do palácio Capanema.

A obra “Fogo” apresenta tons de ocre, marrons passando a vermelhos e azuis intensos. Já “Água” apresenta tons de verde passando por azuis intensos e alguns tons de vermelho. Ambas as telas decoravam o gabinete que pertencera ao escritor Carlos Drummond de Andrade, então chefe de Gabinete do ministro Gustavo Capanema (1900-1985), quando o prédio era a sede do Ministério da Educação e Saúde durante o Estado Novo.

O Museu Histórico Nacional está aberto ao público de terça a sexta, das 10h às 17h30; e aos finais de semana e feriados, das 13h às 17h. A entrada custa R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Aos domingos, a entrada é gratuita!

Fonte: museus.gov.br

Close