O Memorial Minas Gerais Vale — que traz a alma e as tradições mineiras — apresenta ao público duas exposições, uma delas fica em cartaz até o final deste ano e a outra até fevereiro de 2020.

Com curadoria de Júlio Martins, a exposição O Suor da Testa Mora Dentro dos Marimbondos apresenta trabalhos do artista barranqueiro curimatá – Davi de Jesus do Nascimento. Gerado às margens do Rio São Francisco – curso d’água de sua pesquisa -, Davi impregna sua produção artística da paisagem ribeirinha, reconstruindo elementos cotidianos, míticos e sagrados das águas sanfranciscanas, cuja “ancestralidade densa” é reconhecida no próprio rio, vinculado intimamente à sua memória familiar ribanceira, “pôr de través o galgar trêmulo do adoecimento dos corpos de rio”.

Esta exposição integra o Edital de Novos Artistas Mineiros, do Memorial Minas Gerais Vale, e segue em cartaz até 8 de dezembro.

A outra exposição é “Urbanus” e revela o ser humano, pertencente à cidade, e sua relação com o espaço urbano.

Os fotógrafos Gustavo Dragunskis e Natália Lima desenvolvem contato direto e discreto com percepções cotidianas que relatam experiências urbanas em diversas cidades do mundo.

O olhar é silencioso e explora realidades atuais que são similares independentemente de cidades, culturas e continentes. Somos diferentes, mas cruzamos realidades semelhantes e tocantes moldadas pelo urbano.

A mostra fica em cartaz até fevereiro de 2020.

O Memorial Minas Vale está localizado na Praça da Liberdade, 640, esquina com Rua Gonçalves Dias. Belo Horizonte/MG.

Close