Acordar cedo e ter um pão quentinho, fresco, não tem preço, não é mesmo?! O consumo deste alimento está presente diariamente na mesa dos brasileiros, em especial nas regiões sudeste e sul, de acordo com pesquisa do site Eu Amo Padaria: em São Paulo e na capital do estado, chega a 45 kg/ano e, no Sul, fica em 42 kg. Já no resto do país, essa média gira em torno de 33,5 kg/ano.

E a pequena cidade de Ilópolis, distante 189 km da cidade de Porto Alegre/RS, abriga o Museu do Pão. Isso mesmo! E o Conhecendo Museus foi até lá para mostrar este local que resgata a memória da cultura do pão trazida por imigrantes italianos e que está presente em nosso dia a dia.

Para conhecer essa história, o Museu do Pão expõe uma pequena coleção de objetos utilizados pelos imigrantes italianos do Vale do Taquari, que refaz a trajetória da produção do alimento “do grão ao prato”. Para ilustrar ainda mais, uma linha do tempo resume 14000 anos da presença do pão na história da humanidade. Em um auditório, são projetados documentários, filmes e palestras com temas ligados ao pão e à imigração italiana, entre outros.

Com um projeto arquitetônico contemporâneo, o museu também abriga uma oficina de panificação e o Moinho Colognese, ponto de partida para a implantação do Caminho dos Moinhos. Além de conhecer a história desse alimento, as pessoas que visitam o local podem confraternizar numa acolhedora bodega, que se transformou em um novo ponto de lazer e convivência para moradores e visitantes.

E um dos grandes destaques fica por conta da oficina de panificação, que resgata a culinária tradicional na formação e na capacitação de jovens para o exercício da profissão da Arte Branca. Ali são ministrados diversos tipos de cursos de panificação e confeitaria para crianças, jovens universitários e moradores da região.

Venha com o Conhecendo Museus descobrir esse fascinante universo culinário!

Close