O Conhecendo Museus fez uma viagem especial e de grandes descobertas ao desembarcar no Estado de Pernambuco e “invadir” o Espaço Ciência, totalmente dedicado à ciência e à experimentação científica, além de propor uma interação maravilhosa com a natureza.

Ele ocupa uma área de 120 mil metros quadrados alternando suas exposições e experiências em ambientes fechados e ao ar livre, como um passeio a um manguezal (o único no mundo) e ao jardim projetado pelo paisagista Burle Marx.

Com exposições de longa duração, no Espaço Ciência o visitante é estimulado a pensar e a interagir com o ambiente. A experiência já começa no início do passeio, onde a pessoa pode conferir ou participar da elaboração de jogos e experimentos científicos, dentro da Oficina Gepetto.

E que tal jogar uma partida de futebol apenas com a mente? É possível! Na Sala Robótica, o espaço Futebol Zen permite que o visitante dispute uma partida de futebol com a força do pensamento. Incrível, não é mesmo?!

A visita pelo interior do Espaço Ciência ainda passa pela Pavilhão Ciência, pela Casa do Futuro, convida a pessoa a conhecer e a participar de uma experiência em uma sala totalmente escura para descobrir mais ainda sobre a luz, a ilusão de ótica, etc. E ainda: que tal aprender mais sobre nanotecnologia, criado no Japão. Também é possível.

E não para por aí: o Espaço da Ciência é o único na América Latina a ter um microscópio de tunelamento que permite a ampliação de uma imagem em até um bilhão de vezes e sobre o quanto isso é importante para a ciência e para a história da humanidade.

E saindo da parte interna e partindo para um passeio incrível pelos ambientes externos ficamos mais deslumbrados ainda.

A Trilha Ecológica fala sobre os canteiros de plantas ornamentais e plantas medicinais comuns na região e convida o visitante a conhecer um formigueiro gigante que reproduz o local onde as formigas vivem apresentando dicas e curiosidades sobre o inseto.

E ao chegarmos no manguezal, principal atração da Trilha Ecológica, fizemos um passeio pelas águas do mangue em um barco movido a energia solar, apresentando de perto mais curiosidades e descobertas sobre o ecossistema do mangue.

Animais e plantas dão vida a todo esse ecossistema presente no mangue, em homenagem ao artista pernambucano Chico Science. Lá, é possível conhecermos o observatório das aves, as mais comuns da região, e a importância do observatório para os ornitólogos.

E você pensa que acabou? Não! O passeio pela parte externa ainda adentra a Trilha da Descoberta, a maior do Espaço Ciência, passando por cinco áreas diferentes (água, movimento, percepção, terra e espaço) e que propõem inúmeras reflexões aos visitantes sobre o meio ambiente. Vamos apresentar cada um deles a você.

Que viagem incrível! Não perca este episódio especial do Conhecendo Museus no Espaço Ciência que preparamos para você.

Close